Round 6: os segredos por trás do novo fenômeno da Netflix


  • Nenhum comentário
  • Academia Nerd

A série sul-coreana de drama Round 6 estreou há duas semanas na Netflix e é sucesso mundial. Além disso, a produção está no caminho de se tornar a mais assistida da plataforma, graças às revelações e versões bizarras de brincadeiras infantis. Dessa forma, a trama adapta esses jogos à uma abordagem violenta, justificada pela disputa de um prêmio milionário.

As brincadeiras vão desde Batatinha, 1, 2 e 3 (algo aqui no Brasil como Estátua), Bolinha de Gude, Cabo de Guerra e o Jogo da Lula –– nome escolhido para batizar a série no resto do mundo.

No entanto, Round 6 esconde muitos segredos. As cores, números e elementos que aparecem nas cenas apontam para algo que passa despercebido.

O jogo se chama “Luz Vermelha, Luz verde”

O que poucos sabem é que a série demorou mais de 10 anos para ser produzida devido a seu roteiro complicado e peculiar.

Por exemplo, percebeu que os jogos estavam pintados nas paredes do quarto? Ainda existem muitos outros segredos para descobrir.

Por que as figuras geométricas são diferentes nas máscaras?

Felizmente, as figuras geométricas não têm nenhuma relação com PlayStation, mas sim com hierarquia das colônias das formigas. Os círculos são para os trabalhadores, triângulo para protetores, quadrados para as maiores figuras de autoridade.

Por que os jogadores se vestem daquela forma?

As cores também tem bastante significado. As roupas de ginástica verde remetem ao lado mais inocente do jogo, pois as crianças as usam nas escolas da Coreia do Sul. O rosa foi escolhido porque é a cor oposta no espectro cromático de cores, se contrapõe, mas não se choca. Finalmente, não tem nada a ver com La Casa de Papel. Por outro lado, há outras obras de arte que inspiraram a série.

Inspirações de obras de artes

A escada sem fim foi baseada na pintura de M.C. Escher, “Relatividade”. A mesa do último jantar tem grande semelhança com a obra “A Festa Noturna” que celebra 39 mulheres importantes na história. Isso é um pouco irônico, visto que apenas uma mulher chega até o jantar. A modelo Hoyeon Jung, que estreia como atriz, é quem vive a personagem.

Personagens

O jogador 456 é interpretado pelo ator Lee Jung-jae e apesar de ser o último a chegar ao jogo, foi o primeiro escolhido pelo diretor Hwang Dong-hyuk que queria “arruinar” a imagem carismática do ator com um papel de perdedor.

O destino dele sempre esteve relacionado com o jogador 001. Sua roupa dá a pista desde o primeiro momento. O homem mais velho deu seu uniforme com o número 001, o que indicava desde os primeiros episódios que ele teria que chegar até o final e querendo ou não, ganhar o jogo.

Algumas teorias falam que o 456 é, na verdade, filho do homem mais velho, já que ele menciona que teve um filho e uma esposa e até confessou que batia nele, em Seong Gi-hun. O motivo era por ele ter o mesmo problema de intolerância a lactose. Isso poderia explicar porque o velho o ajudou durante o jogo e desde o primeiro momento decidiu que o manteria a salvo.

Outra relação inesperada é entre o líder e seu irmão policial. Ele teve que atirar no próprio irmão após a quebra da regra do anonimato. Porém, como o ataque não foi letal e o corpo dele sem vida não apareceu na cena posterior, é provável que ele retorne com vida na próxima temporada. Por causa do enorme sucesso de Round 6, isso não deve demorar para acontecer.

VEJA MAIS: Parauapebas inicia aplicação de dose de reforço em idosos


Mais do Portal F5


  • Academia Nerd

Acabou de chegar ao Brasil a GeForce Now, um serviço de streaming de jogos

Chegou oficialmente no Brasil, a GeForce Now, um tipo de “streaming de jogos”. A plataforma...

  • Academia Nerd

iPhone 13 chega ao Brasil a partir de R$ 6.599

A Apple anunciou a chegada do iPhone 13 ao Brasil nesta sexta-feira (15). As versões já podem ser adquiridas...

  • Academia Nerd

Primeiro super-herói gay estreia em Eternos pela Marvel em novembro

O Universo Cinematográfico Marvel cumpriu sua promessa e trouxe o primeiro super-herói gay em Eternos. O filme, que chega aos cinemas...

Você não pode copiar esse texto.