Mulheres de Barro atuam na difusão da identidade cultural da região de Carajás


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Cooperativa Mulheres de Barro participou da 46ª Abav Expo Internacional de Turismo, em São Paulo

A cooperativa Mulheres de Barro também marcou presença durante a 46ª Abav Expo Internacional de Turismo, realizada em São Paulo, apresentando a produção de peças cerâmicas do municípios paraense de Parauapebas.

Durante a feira, os visitante puderam conferir objetos de decoração e utilitários feitos de barro, inspirados em artefatos cerâmicos datados de 6 mil anos, encontrados em pesquisas arqueológicas realizadas na Serra dos Carajás, na Floresta Tapirapé-Aquiri, utilizados pelos primeiros habitantes da região.

A coordenadora do Centro Mulheres de Barro, Sandra Santos, ressalta a importância da participação em mais um evento internacional. “Em 2017, estivemos na Exposibram, em Belo Horizonte. Este ano, tivemos a honra de integrar a rota turística City Tour de Parauapebas e também participar da Abav, a convite do Departamento de Turismo do nosso município”, comemora. “Nós estamos trabalhando na difusão da identidade cultural de Carajás e, dessa forma, estamos contribuindo para a valorização do patrimônio artístico-arqueológico da nossa região”, comenta.

Cooperativa Mulheres de Barro, que integra a rota turística City Tour de Parauapebas, participou da 46ª Abav

Sobre o Centro Mulheres de Barro

O espaço, que este ano comemora dois anos de atuação, apresenta ao público a exposição permanente “Mulheres de Barro: identidade e memória”. A iniciativa faz parte de um conjunto de ações da Cooperativa dos Artesãos da Região de Carajás – Mulheres de Barro que conta com o patrocínio da Vale, por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura.

O Centro Mulheres de Barro promove também oficinas de educação patrimonial e técnicas cerâmicas que abordam temas relacionados à cultura (memórias pessoais, coletivas, diversidade e identidade) e bens culturais materiais (artefatos arqueológicos, obras de arte e aparelhos culturais). Os bens culturais imateriais (música, dança, celebrações e histórias orais) e de patrimônio natural (Floresta Nacional de Carajás, cachoeira do beija, rio Parauapebas e o ipê, árvore símbolo do município) também foram trabalhados nos grupos deste ano.

Para conhecer

Centro Mulheres de Barro

Endereço: Alameda Castelo /Branco, quadra 187 – lote 107 (ao lado do Mercado do bairro Rio Verde, em Parauapebas – entrada pela rua Araguaia).

Horário de funcionamento: Segunda a Sábado das 8h às 18h.

Confira abaixo, vídeo produzido pelo PortalF5, há um ano, sobre o Centro Cultural Mulheres de Barro.

Matéria completa AQUI.


Mais do Portal F5


  • Destaques

Casal é Preso por Matar Mulher que Recusou Fornecer Senha do Wi-Fi

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) denunciou um casal suspeito de matar a...

  • Destaques

Jogo do Tigrinho: Desvendando os Segredos

Investigação de engenheiro de segurança cibernética revela bastidores do jogo online e alerta para falta...

  • Destaques

Polícia prende homem com fuzil anti-drones em Nova Iguaçu

Agentes da Polícia Federal e da Receita Federal frustraram, na manhã de segunda-feira (15), o...

Você não pode copiar esse texto.