Polícia procura por idoso que violentou menina de 9 anos no Maranhão


  • Nenhum comentário
  • Destaques

A Polícia busca identificar o idoso que aparece no vídeo estuprando uma menina de 9 anos

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) está investigando um caso de pedofilia que aconteceu em São José de Ribamar, na região metropolitana de São Luís no Maranhão. O caso foi denunciado após o vídeo ser viralizado nas redes sociais. Nas imagens um idoso aparece abusando sexualmente de uma menina de 9 anos de idade, dentro de uma residência.

O flagrante foi feito por uma pessoa que preferiu não se identificar. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu no último sábado (5) e parentes da vítima denunciaram o caso na DPCA.

“O caso está sendo apurado e a menina foi encaminhada para fazer exame”, informou a delegada da DPCA, Ana Zélia.

O idoso que aparece no vídeo não teve o nome divulgado. A família da menina também preferiu não falar sobre o assunto. Segundo o defensor público Joaquim Gonzaga neto, é de extrema importância formalizar a denúncia desses casos.

“Para todos os efeitos, o que a gente vê no vídeo é um estupro de vulnerável e que deve ser apurado pela polícia, que deve resultar em uma ação penal contra esse idoso. Quando a mãe, parente ou vizinho tomar conhecimento de violência sexual, psicológica ou física contra uma criança ou adolescente, há a obrigação de denunciar sob pena, inclusive, de ser responsabilizado”, afirmou o defensor público.

G1


Mais do Portal F5


  • Destaques

Adolescente Mata Família em SP e Choca a Comunidade Local

Um adolescente de 16 anos chocou a cidade de São Paulo ao confessar ter assassinado...

  • Destaques

Programa de Formação Profissional da Vale Expande Oportunidades

A Vale lançou um Programa de Formação Profissional (PTP) para capacitar indivíduos com as habilidades...

  • Destaques

Câmara de Parauapebas aprova campanha contra crimes cibernéticos

A Câmara Municipal de Parauapebas aprovou uma campanha de conscientização e prevenção contra crimes cibernéticos....

Você não pode copiar esse texto.