Primeiro trimestre histórico de produção na Vale


  • Nenhum comentário
  • Destaques

A mineradora Vale divulgou nesta segunda, 16, seu relatório de produção e venda do primeiro trimestre de 2018 (1T18), onde afirma que atingiu um novo marco na direção de melhorar o teor de ferro e sua realização de preço. “Isto se traduziu em um volume recorde de vendas de minério de ferro e pelotas para um primeiro trimestre, totalizando 84,3 toneladas (Mt) no 1T18, um resultado 6,4 toneladas (Mt) maior do que no primeiro trimestre de 2017, alcançando o melhor primeiro trimestre histórico, devido à flexibilidade e à ativa gestão da sua cadeia logística”, destacou a empresa.

Sobre o volume de produção a empresa informou que o número alcançado foi de 82,0 toneladas (Mt), inferior ao primeiro trimestre e ao último trimestre de 2017 respectivamente, a redução ocorreu devido, principalmente, à decisão da gestão de reduzir a produção de minério de baixa qualidade, reforçando o posicionamento da Vale como produtor premium e resultando na maior realização de preços e melhor margem de lucro.

“O período de chuvas mais intenso também impactou a produção do 1T18. Como resultado de uma produção premium e flexível, o teor médio de ferro atingiu 64,4% no 1T18, superando os 63,9% do primeiro trimestre e os 64,3% do quatro trimestre de 2017, de longe o melhor resultado entre os concorrentes”, destacou a companhia.

O mix de vendas da Vale melhorou substancialmente ano contra ano, como resultado do rampup de S11D e da decisão de reduzir progressivamente a produção de minério de baixa qualidade. A participação da venda de pelotas, Carajás e minério blendado aumentou para 76% no 1T18 contra os 67% sobre as vendas totais do primeiro trimestre de 2017.

Apesar do ritmo mais lento das minas de ferro em Parauapebas, a produção foi puxada por Canaã dos Carajás, por meio de quem a Vale bateu todos os recordes anteriores em um primeiro trimestre. A Associação Paraense de Engenheiros de Minas (Assopem) divulgou ontem os valores estimados da produção de ferro das minas no Sistema Norte, correspondente ao complexo minerador de Carajás, e considerando-se os ajustes metodológicos, os valores estão em linha com os 40,6 milhões de toneladas (Mt) de ferro produzidos aqui no Pará. A produção só não foi ainda maior porque, segundo a Vale, o índice pluviométrico alcançou 556 milímetros em fevereiro deste ano contra 472 mm em fevereiro de 2017, aumento de 18% no volume de chuvas.

Atualmente, a mina de S11D, em Canaã dos Carajás, já produz mais que qualquer outra mina da Vale localizada no estado de Minas Gerais. No país, S11D só perde para o conjunto da Serra Norte (N4E, N4W e N5), em Parauapebas. A mina de Canaã produziu 11,68 Mt no primeiro trimestre contra 9,04 Mt de Itabira, a mina fora do Pará com operação mais vigorosa.
Considerando-se todas as suas operações de minério de ferro, a Vale produziu de janeiro a março deste ano 81,95 Mt, bem menos que os 86,2 Mt do ano passado e muito abaixo do último trimestre de 2017, quando foram produzidos 93,36 Mt.

OUTRAS OPERAÇÕES

Em Parauapebas, a mina de manganês do Azul teve queda drástica de produção de 36,2% ante o primeiro trimestre do ano passado, em razão, principalmente, da redução do teor de minério contido no “run-of-mine”, ocasionando redução da recuperação em massa de produto. Foram produzidos de janeiro a março deste ano 234 mil toneladas do minério.
A produção de níquel da mina de Onça Puma, em Ourilândia do Norte, alcançou 5.700 toneladas no 1º trimestre de 2018, ficando abaixo da produção do ano passado, em decorrência de menores teores do minério.

No município de Canaã dos Carajás, a produção de cobre no projeto Sossego totalizou 22.500 toneladas este ano, 9,6% abaixo do mesmo período do ano passado. A diminuição ocorreu por conta dos menores teores do minério processado na usina. Já em Marabá, a mina de Salobo produziu 43.700 toneladas, 2,6% acima do primeiro trimestre do ano passado. As chuvas impactaram os trabalhos de manutenção, ainda assim houve forte desempenho da usina e maiores teores em relação ao início do ano passado.

Com informações da Assopem e Vale

 


Mais do Portal F5


  • Destaques

Jogo do Tigrinho: Desvendando os Segredos

Investigação de engenheiro de segurança cibernética revela bastidores do jogo online e alerta para falta...

  • Destaques

Polícia prende homem com fuzil anti-drones em Nova Iguaçu

Agentes da Polícia Federal e da Receita Federal frustraram, na manhã de segunda-feira (15), o...

  • Destaques

Operação Santa Rota Combate Corrupção em Santaluz

A Operação Santa Rota combate corrupção em Santaluz e investiga irregularidades na contratação de transporte escolar. A...

Você não pode copiar esse texto.