Governo exonera 2.500 servidores e promete priorizar concurso público


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Helder Barbalho afirmou que priorizará concursos públicos

Um decreto assinado pelo Governador Helder Barbalho (MDB) foi publicado no Diário Oficial do Estado do Pará, exonerando cerca de 2.500 servidores dos cargos em comissão, os dispensando das funções de confiança, do Grupo de Direção e Assessoramento Superiores, os chamados “DAS”.

Na publicação do decreto de 7 de janeiro de 2019 há o anexo com os nomes dos exonerados dos cargos exercidos durante o governo de Simão Jatene (PSDB). Entre as secretarias que tiveram mais exonerações estão a Secretaria de Estado de Saúde Pública, Secretaria de Estado da Fazenda e Casa Civil – Gabinete da Governadoria.

O decreto não se aplica aos servidores nomeados, designados, requisitados, cedidos ou colocados em disponibilidade a partir de 1º de janeiro de 2019.

O governador afirmou que vai avaliar a demanda de novos profissionais e priorizar a contratação através de concurso público. Em entrevista a uma emissora de TV, Helder disse que essa “é a maneira mais transparente e igualitária, permitindo que todos possam ser contemplados e buscando a sua oportunidade de maneira equilibrada”.

De acordo com o novo governador, a exoneração dos cargos deve permitir uma economia mensal de R$3,5 milhões, totalizando em um ano R$52 milhões. Além disso, os recursos públicos serão gastos com maior efetividade.

“Nós recebemos o Estado fechando os números por parte da Secretaria da Fazenda (Sefa), com déficit fiscal na ordem R$ 1,7 bilhão. O que nos exige pulso firme e um olhar muito atento para saber bem gastar estes recursos”, acrescentou o governador Helder.

Ex governador Jatene se pronuncia sobre déficit fiscal

O ex-governador Simão Jatene divulgou uma nota nas redes sociais, negando o déficit fiscal citado por Helder na entrevista.

Jatene disse que “o resultado primário só foi negativo pelo inédito valor dos investimentos que superou 2,4 bilhões de reais” e que devido a poupança feita, “tais investimentos foram pagos”. Afirmou ainda que a gestão deixou o valor acima de R$100 milhões em recursos do Tesouro e que, “se considerar outras fontes, o valor ultrapassaria R$400 milhões, além das operações de crédito para investimentos já contratadas, que somam mais de R$1 bilhão”


Mais do Portal F5


  • Destaques

Adolescente Mata Família em SP e Choca a Comunidade Local

Um adolescente de 16 anos chocou a cidade de São Paulo ao confessar ter assassinado...

  • Destaques

Programa de Formação Profissional da Vale Expande Oportunidades

A Vale lançou um Programa de Formação Profissional (PTP) para capacitar indivíduos com as habilidades...

  • Destaques

Câmara de Parauapebas aprova campanha contra crimes cibernéticos

A Câmara Municipal de Parauapebas aprovou uma campanha de conscientização e prevenção contra crimes cibernéticos....

Você não pode copiar esse texto.