Parque do Utinga aberto para visitas e atividades


  • Nenhum comentário
  • Destaques

O Parque Estadual do Utinga (Peut), em Belém, foi reaberto oficialmente na sexta-feira (16) e está disponível para visitação e realização de atividades esportivas durante a semana , das 5h30 às 17h, com entrada gratuita. Somente alguns serviços serão pagos, como as trilhas guiadas, o estacionamento, atividades esportivas como rapel, entre outros. O novo espaço de lazer do Estado passou por um período de reforma que possibilitou uma reestruturação especial para receber, de forma segura e adequada, praticantes de esporte ou aqueles que buscam apenas contemplar a natureza.

Os trabalhos realizados no Parque do Utinga compreendem a entrega do circuito de quatro quilômetros de pistas, preparado para caminhadas e passeios de bicicletas, patins e skates, além de um estacionamento de 400 lugares para veículos e de um centro de recepção aos visitantes, com auditório para 50 lugares, lanchonete, loja de souvenir, bilheteria e café.

O espaço ocupa uma área de quase 1,4 mil hectares e abriga vários representantes de espécies da fauna e da flora amazônica. A área é uma unidade de conservação estadual e equivale a 1.340 campos de futebol e foi criada para preservar ecossistemas e mananciais, como os lagos Bolonha e Água Preta, que abastecem cerca de 70% da população de Belém.

O parque também será utilizado para o desenvolvimento de pesquisa científica sobre a Amazônia. O espaço tem também grande potencial para o ecoturismo, estima-se que cerca de 140 mil pessoas visitem o espaço verde a cada ano. A área verde do Utinga dispõe de mais de 9 quilômetros de trilhas abertas e recuperadas na mata, o que se transforma numa grande atração para passeios guiados.

 

Parque Utinga

O Parque foi criado em 1993 para preservar a biodiversidade local, que compreende os lagos Bolonha e Água Preta, responsáveis pelo abastecimento de cerca de 70% da população de Belém. Entre as melhorias na Unidade de Conservação (UC) estão quatro quilômetros de pistas, preparados para caminhadas e passeios de bicicletas, patins e skates, um centro de recepção aos visitantes, equipado com auditório para 50 lugares e café, além de um grande estacionamento com capacidade para 400 veículos.

O projeto arquitetônico e paisagístico do Parque é assinado pelo secretário de Estado de Cultura, o arquiteto Paulo Chaves. “Este é um momento de extrema felicidade. Tenho o sentimento de missão cumprida, de entregar ao povo paraense essa obra. Esse é um espaço com um grande potencial turístico que reúne exemplares da biodiversidade amazônica e que, a partir de agora, a população vai poder usufruir com uma infraestrutura única, tendo em mente sempre a relação harmoniosa entre homem e natureza”, comemorou Paulo Chaves.

O Peut possui uma área de 1.393,088 hectares, que equivale a 1.340 campos de futebol. Nela é possível encontrar representantes de várias espécies da fauna e flora amazônica, entre elas mais de 200 espécies de aves e a maior biodiversidade de peixes em parques em todo o mundo, com 90 espécies de peixes catalogadas. O espaço ainda mantém uma grande quantidade de insetos, além de mamíferos como preguiças e capivaras e répteis como tartarugas, jacarés e serpentes. A administração é feita pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-bio).

“Essa revitalização vai permitir uma maior proximidade das pessoas com a natureza, com a fantástica biodiversidade amazônica que aqui no Parque do Utinga encontra a sua síntese. Uma floresta dentro da cidade e que agora pode ser usufruída por todos. Esta é uma obra que demonstra que o dinheiro não do governo, mas do povo, foi bem aplicado, bem devolvido à população”, destacou o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho.

Para o presidente da Assembléia Legislativa do Estado (Alepa), deputado Márcio Miranda, o Peut é um perfeito exemplo de intervenção do homem na natureza com harmonia, fruto de uma boa gestão. “A gente tem que agir na Amazônia desta forma, respeitando a natureza e a protegendo para que a população possa usufruir deste grande patrimônio. Fica para nós este exemplo de fazer a intervenção necessária tendo a coragem de lidar com a biodiversidade e com o nosso patrimônio, sob críticas”, disse o deputado Márcio Miranda.

“Esse é mais um espaço para o fomento do nosso turismo e é para nós motivo de orgulho. Ao provarmos no parlamento projetos interessantes como este, nós deputados estaduais dizemos que vale a pena estarmos juntos. São obras como esta que tornam Belém mais atrativa para o turismo”, finalizou o deputado.

Com informações da Agência Pará


Mais do Portal F5


  • Destaques

Adolescente Mata Família em SP e Choca a Comunidade Local

Um adolescente de 16 anos chocou a cidade de São Paulo ao confessar ter assassinado...

  • Destaques

Programa de Formação Profissional da Vale Expande Oportunidades

A Vale lançou um Programa de Formação Profissional (PTP) para capacitar indivíduos com as habilidades...

  • Destaques

Câmara de Parauapebas aprova campanha contra crimes cibernéticos

A Câmara Municipal de Parauapebas aprovou uma campanha de conscientização e prevenção contra crimes cibernéticos....

Você não pode copiar esse texto.